“ARROZ” de couve-flor com salmão, açafrão e sumo de lima

unnamed

É só inventar, inventar!! 

Esta nova onda de transformar bóculos e couve-flor está a puxar mesmo pela minha imaginação. A vida corre-me bem e, a alimentação também 

Basta ter um acessório de cozinha que triture a couve em arroz ou um ralador de cenoura (dá mais trabalho). Eu uso o meu robot (Kenwood). Depois é só dar asas à imaginação!

Tenho feito de duas maneiras: a) começo tudo com um salteado simples com cebola, alho francês, cebola roxa, alho ou funcho etc, depois acrescento o “arroz” crú e, no final uma proteina (animal ou vegetal como grão, cogumelos, feijão tofú…) e tempero. Ou, b) cozo no vapor o “arroz” e misturo com vegetais e proteína já cozinhados (sobras). Há quem coza a couve triturada no micro-ondas … (eu não!)

Mas esta é uma das formas que mais gosto 🙂 Aqui vai:

INGREDIENTES

  • 1 chávena grande de couve flor triturada
  • Salsa
  • 1 dente de alho
  • 8 rodelas de alho francês
  • 1 cm de açafrão ralado (ou uma colherinha de café de açafrão em pó)
  • 1 colher de sopa de óleo de soja
  • 2 colheres de sopa de óleo de côco (ou azeite virgem)
  • 3 colheres de sopa de água
  • 1/2 lima
  • Sal e pimenta preta
  • 1 posta de salmão previamente cozida (usei um lombinho)

PREPARAÇÃO

1 – Comece por triturar a couve flor (1/5 mais ou menos de uma couve média), com salsa a gosto e um dente de alho. reserve.

2 – Coza a posta de peixe. reserve.

3 – Para o salteado aqueça o óleo de cêco e acrescente o alho francês, deixe alourar lentamente para não queimar. Junte o açafrão ralado fininho. Junte o “arroz” e as três colheres de água. Deixe cozinhar 5 minutos e vá virando. acrescente o molho de soja (uso Tamari – sem glúten), um pouco de sal e raspa de meia lima.

4 – Ajuste os temperos. Desfaça o salmão grosseiramente com os dedos e junte ao preparado.

5 – Mesmo antes de servir regue com sumo de meia lima, salsa e um pouco de pimenta preta acabada de moer. Acompanhe com uma salada verde e pêra abacate.

Nota: O açafrão acadinho de ralar tem propiedades incríveis (devido à curcumina presente é um poderoso anti-inflamatório, anti-fungico, anti-oxidante), MAS para ser plenamente absovida pelo organismo a curcumina precisa da pimenta preta para fazer o seu serviço 🙂

 

 

Anúncios

Marmelada com Alecrim e Pêra madura

unnamed

Os ingredientes que saem da nossa própria terra sabem-nos bem melhor. E o prazer que nos dá vê-los crescer e depois, transformar! Como já estou a pensar num presente de Natal e numas certas pessoas… meti-me ao caminho da panela ♥

INGREDIENTES

(Dá 6/8 taças)

600 gr de pêra descascada e desencaroçada MUITO madura

500 gramas de marmelos descascados e sencaroçados

650gr de açucar amarelo (ou 1 embalagem de maple sysup ou mel de arroz)

1 casca grande de laranja

1 casca de limão + sumo de meio limão

1 colher de chá de canela

2 colheres de sopa de alecrim fresco muito bem picadinho

PREPARAÇÃO

Colocar todos os ingredientes numa panela, à excepção do alecrim.

Quando levantar fervura deixar cozer 1 hora ou até a fruta ficar com a cor acastanhada da marmelada.

Tirar as cascas do limão e da laranja. Passar com a varinha mágica e juntar o alegrim finamente picado.

Deixar mais 5 minutos apenas para o alecrim cozer. Deitar em tacinhas e deixar arrefecer. Pode congelar 🙂

DICA: Esta marmelada fica deliciosa em cima de pão pita tostado com uma fatia de queijo de cabra/ feta e, um copinho de vinho tinto (bio)…. vão sonhando e este fim de semana façam e digam como ficou. Cá vos espero!

 

Satay tempeh – Espetadas de verão

3437e51e-6fa7-4bd5-a1e7-d8b0e02af952                                 Hum… já estou a babar para mergulhar nestas espetadas!!!

Por ser um alimento fermentado, o tempeh é daqueles produtos que é essêncial para o funcionamentos dos intestinos, para a beleza da pele e com uma carga de proteína muito equilibrada. É também fonte de gorduras saudáveis essenciais ao sistema nervoso e cardio.

Feito à base de soja fermentada, contém isoflavonas (actuam como estrogéneo natural) que, naturalmente beneficiam mulheres na menopausa e transtorno pré-menstrual. É recomendado para desportistas, situações de stress ou trauma, anemia de ferro e vegetarianos.

Eu adoro!! Faço-o em caril, salteado com legumes, no forno, frito no óleo… (só de vez em quando!), croquetes. Deixo-vos a marca que mais e gosto e de confiança (Bio e artesanal). Eu compro na Biofrade (Parede) ou Instituto de macrobiótico e de Portugal (Chiado). Mas encontram-no noutros sítios.

Estas espetadinhas são das melhores refeições de verão que comi nos últimos tempos! Juro!!! Vale a pena experimentar!

 ( http://www.salstempeh.com/Home.html – tambem vende outras variedades para além da soja)

RECEITA (6 Espetadas)

INGREDIENTES

  • 1 Embalagem de Tempeh de soja (250g) cortada em cubos grandes
  • 1 Cebola grande
  • 16/18 Pimentos Padron
  • 2 Tomates
  • Paus de espetadas
  • Alho (opcional)

Para a MARINADA

  • 1 colher de sobremesa de gengibre em pó
  • 1 limão espremido
  • 2 colheres de Sopa de Tamari Bio (Este molho de soja é fermentado durante mas tempo e não tem gluten)
  • Água

PREPARAÇÃO

  1. Começar por fazer a marinada numa tigela funda, colocar o tempeh e adicionar água até que todos os cubinhos fiquem cobertos de marinada. Deixar 4 horas (ou a noite/ dia).
  2. Colocar os ingredientes nos pausinhos por ordem de beleza 🙂
  3. Colocar no grelhador ou chapa e deixar alourar de todos os lados. Enquanto isso, vá regando com sumo de limão e sal. No final acrescente mais umas gotas de Tamari
  4. aproveite a marinada! Salteie uns legumes e no ultimo minuto acrescente-a ♥

 

2737a08e-117c-4f76-8b6b-c04b94669e6eENJOY LIFE

ENJOY NATURAL FOOD

 

 

 

Pancakes de Couve flor e cebolinho

IMG_20160516_103814

Gosto de Panquekas, de crepes, tortilhas, podem cair todos no meu prato e, se forem sem glúten os meus intestinos agradecem! Reecriei a receita de pizza de couve-flor para fazer mais uma versão de crepes para o meu pequeno almoço. E saiu muito bem!!! Costumo acompanhar com um creme (abacate, hummus, papaia…) ou, simplesmente com uma boa salada ♦

Esta receita faz 4/5 doses, conforme o tamanho que fizer cada panqueca ( e a sua fome), tem alguns passos, mas é fácil, não se assuste (vai ficar com crepes para 4 dias. yieh!!!)

INGREDIENTES

  • 1 couve flor (não muito grande)
  • 2 ovos biológicos grandes (ou 3 pequenos)
  • 1/4 chávena de coentros picados
  • 1/4 chávena de cebolinho picado
  • Sal e pimenta (a couve flor gosta muito de pimenta)
  • Sumo de meio limão (e a raspa se gostar do sabor)
  • 1 colher de sopa bem cheia de linhaça moida (ou aveia) – para juntar melhor os ingredientes

PREPARAÇÃO

  1. Pré-aqueça o forno a 180º
  2. Parta a couve em floretes e pique no roubot, ou 1,2,3 até ficar em arroz (cuidado para não ficar muito espapassado.
  3. De seguida coza no vapor 6 minutos ( vá mexendo), ou 4 minutos no microndas… 😦
  4. Quando arrefecer, ou com uma luvas, coloque a couve num pano fino, ou numa meia, ou gaze, até que saia o máximo de liquido.
  5. Numa taça bata bem todos os outros ingredientes com um garfo e, por fim, junte a couve espremidinha.Use as mãos par a moldar 5 pequenas “panquecas” no papel vegetal.
  6. Asse por 10 minutos, vire cuidadosamente cada uma, e voltar a assar por mais 10 minutos, ou até que estejam um pouco tostadas.
  7. Quando quiser comer, basta aquecer uma frigideira anti aderente, colocar a/s panqueca/s e aquecer bem pressionando com a espátula para que fique crocante e mais espalmada.

Bom apetite e deixe o seu comentário!! Ou quando fizer diga se ficou bom, mande as suas fotos! Quero saber dos seus cozinhados!

 ♥ Quero conhecer a sua vida saudável ♥

 

Bolachas de aveia e canela

OSC9398-1024x430

BOLACHAS DE AVEIA MAIS SIMPLES DA BLOGOSFERA!

Andei a pesquisar bolachinhas de aveia simples e que durassem pelo menos os 5 dias da semana! Experimentei e, não é que deu resultado!!

Se puder compre aveia sem glúten, eu compro a minha no Celeiro. Cuidado com os rótulos. Hoje em dia há muitos tipos de aveia. Para fazer bolachas a melhor é uma integral partida sem ser cozinhadas (sim, muitas são pré-cozidas embora não pareçam…). Ver foto.

INGREDIENTES

  • 2 Chávenas de aveia
  • 1 chávena de leite arroz (ou aveia, ou millet)
  • 1/2 chávena de cranberrys (ou passas, ou tâmaras partidinhas)
  • 1 colher de chá de canela (ou outra especiaria – erva doce por exemplo)
  • 2 colheres de sopa de mel de arroz
  • 1 pitada de sal

PREPARAÇÃO

  1. Envolva a aveia com o leite até empapar (não inundar!) e deixar hidratar durante 1 hora.
  2. Envolver depois a canela, o sal, o mel e os cranberrys
  3. Pré aqueça o forno a 180º
  4. Forre a forma com papel vegetal e deite colheradas da massa para formar umas “grosseiras” bolachinhas…
  5. Leve ao forno 20 minutos (ou até ficarem douradinhas)

Bom apetite!!

Chips de couve kale (simples)

 

Kale! A rainha das couves de folha escura tinha de ser a escolha para fazer chips!! Para quem não toca em laticineos ou é vegetariano esta couve tem mais cálcio que o leite, para além  de vitamina A, K, C, B6 e manganês. É uma boa fonte de fibras , cobre, potássio e ferro ♦ dd63945f-ab85-4691-9505-1c8f0275e98b

                                         Cada xícara contém apenas 36 calorias!

Outras ideias para a couve kale: Adicione a smoothies ou a sopas. Faça-a refogada com cebola e alho e adicione batata doce já cozida, envolva e sirva como acompanhamento. Pode ainda cozer no vapor, partir fininha e misturar na salada. Saltear juntamente com cogumelos e juntar umas massinhas integrais. Enfim, um monte de coisas boas e saudáveis! Vamos à receita:

PARA ESTES CHIPS TEMOS APENAS ESTES PASSOS:

  1. Pré aquecer bem o forno a 180º (Indispensável!)43512320-189f-4e71-9d25-0bc901cf673c
  2. Lavar bem as folhas e secá-las muuuuito bem.
  3. Cortar o talo grosso do meio (é azedo) e cortar em folhas mais pequenas (foto)
  4. Colocar os pedaços de couve bem seca numa tigela adicionar muito pouco azeite e sal grosso e envolver tudo para que todas as folhas recebam um pouquinho de azeitee sal (não enxarcar…)
  5. Dispor as folhas bem separadas num tabuleiro e levar ao forno 8 minutos (às vezes 10, conforme o forno…)
  6. Retirar e comer!

Nota: pode experimentar colocar mais especiarias, mas vai ter de ter cuidado com o tempo de cozedura. Há quem ponha também vinagre de cidra, ervas, curcuma, caril… eu gosto só assim!

                                                            Bom  veggie apetite!